Estudo 8 - Deus, Isaque e o impacto de promessas cumpridas


Série: DESCOBERTAS – Uma visão de Deus através do Antigo Testamento


Fase II – Estudo 8
Deus, Isaque e o impacto de promessas cumpridas
– Gênesis 17 a 27 e 35
Junho/2009
 
 
Resumo do tema
 
 
“Sara engravidou e deu um filho a Abraão em sua velhice, na época fixada por Deus em sua promessa.” (Gn 21:2) Abraão estava com 100 anos e Sara com 90 quando Isaque nasceu. Eram passados 24 anos desde que Abraão havia respondido positivamente ao chamado de Deus. Foi o próprio Deus quem escolheu o nome de Isaque (que significa ele riu) em alusão aos risos de incredulidade de Abraão (Gn 17:17), de Sara (Gn 18:12-15), e de alegria pelo nascimento do filho (Gn 21:5-7).
 
Embora Abraão tenha tido um filho com a serva Agar (Ismael), encontramos em Gn 22:15-16 uma alusão a um único filho, assim como, também, o autor do livro de Hebreus se refere a Isaque como o filho unigênito, que significa único filho gerado por seus pais (Hb 11:17). É interessante notar, ainda, que a vida de Isaque se situa no meio da história de dois patriarcas mais famosos: Abraão tem 287 referências na Bíblia, Jacó tem 365 e Isaque tem 131. Embora não tenha sido tão proeminente quanto seu pai e seu filho na narrativa de Gênesis, Isaque foi fundamental no desenvolvimento da nação de Israel e no cumprimento da aliança de Deus com Abraão e seus descendentes.
 
Abraão saiu da sua terra e rumou para um lugar desconhecido em obediência ao chamado de Deus e confiando em suas promessas. No capítulo 17 de Gênesis vemos Deus expandindo o tema da aliança, quando afirma o papel de Isaque: “a minha aliança, eu a estabelecerei com Isaque, filho que Sara lhe dará no ano que vem, por esta época” (17:21). O supremo ato de fé e obediência de Abraão está no possível sacrifício de Isaque, relatado no capítulo 22.
 
Como resultado de sua atitude destemida Abraão recebe a ratificação enfática das promessas de Deus (Gn 22:15-18). Nessa passagem da vida, Isaque é um tipo de Cristo em sua morte, uma vez que carregou em seus ombros a lenha para o holocausto até o Monte Moriá, assim como Cristo carregou sua cruz até o Calvário. Um famoso comentarista disse que levar a lenha para o holocausto era dever do sacerdote. Assim, Isaque foi ao mesmo tempo vítima e sacerdote, prefigurando a ação de Jesus na cruz. A mensagem central aqui é que a aliança inclui tanto a promessa de Deus quanto a obediência do homem.
 
A vida de Isaque nos apresenta um Deus cumpridor de suas promessas. Em Isaque, os quatro elementos da promessa feita a Abraão, registradas em Gn 12:1-3, começam a se cumprir:
  1. terra – ele permanece em Canaã após a morte de seu pai aprofundando ali as raízes familiares em obediência a Deus;
  2. descendentes – continua a linhagem através de Jacó, após o qual a multiplicação de descendentes acelerou;
  3. relacionamento especial com Deus – foitemente a Deus e por ele grandemente abençoado;
  4. bênção às nações – durante o tempo que Isaque morou em Gerar, já aparecem pequenos sinais de bênção para as nações.
Podemos destacar algumas características de Isaque, que nos mostram o quanto ele era um homem comum, como nós:
  • Piedade e paciência – “Certa tarde, saiu ao campo para meditar” (Gn 24:63). Ele estava meditando quando a caravana que trazia Rebeca se aproximou. Sua paciência é indicada pela disposição de esperar 40 longos anos até o tempo de Deus para o seu casamento com Rebeca.
  • Vida de oração – uma característica que se repete na história dos patriarcas é a dificuldade das esposas engravidarem. Sara, Rebeca e Raquel tiveram que esperar muitos anos para ter filhos. Isaque orou a Deus por sua esposa, e Deus respondeu a sua oração. Esaú e Jacó nasceram depois de uma espera de 20 anos (Gn 25).
  • Obediência e fé – houve fome na terra (Gn 26) e Isaque deve ter tido a tentação de ir para o Egito a fim de fugir da escassez de alimento como o fez seu pai Abraão (Gn 12:10). Mas Deus lhe apareceu e disse: “Permaneça nesta terra mais um pouco, e eu estarei com você e o abençoarei” (Gn 26:3). Isaque obedeceu e Deus o abençoou de tal maneira que seus vizinhos filisteus tiveram inveja dele. Depois de passar algum tempo em Gerar, Isaque mudou-se para Berseba e novamente Deus lhe apareceu confirmando as promessas feitas (Gn 26:24): “Eu sou o Deus de seu pai Abraão. Não tema, porque estou com você; eu o abençoarei e multiplicarei os seus descendentes por amor ao meu servo Abraão”.
  • Fraqueza e egoísmo – ele fingiu que Rebeca era sua irmã quando foi morar em Gerar, porque sendo ela muito bonita, ele temeu por sua vida (Gn 26:7). Agindo assim, ele deixou Rebeca completamente desprotegida em relação ao assédio de outros homens. É marcante a semelhança de sua conduta com seu pai Abraão, que agiu duas vezes assim em relação a Sara: no Egito (Gn 12:10-20), e em Gerar (Gn 20:1-18). Novamente, Deus usou o rei filisteu Abimeleque (“pagão de moral elevada”) para repreender Isaque por mentir movido pelo medo (Gn 10:8-11).
Quem é o Deus de Isaque?
  • É o Deus dos que aprendem a confiar nEle e em suas promessas, porque Ele é bom, porque é o Senhor da história e não mente.
  • É o Deus daqueles que aprendem a esperar pacientemente pelo Senhor, e se
    recusam a trilhar o caminho enganoso e vão das soluções manipuladas e dos
    resultados instantâneos.
  • É o Deus dos que começam a usufruir das promessas de Deus nesta terra, mas que esperam usufruir infinitamente mais na pátria celestial.
 
Perguntas para discussão em grupo
 
  1. Você tem esperado alguma resposta de Deus por longo tempo? Compartilhe com o grupo.
  2. Que conceito você tem de Deus quando constata um pedido sem resposta aparente?
  3. Com toda franqueza, você reagiria de forma obediente como Abraão, ao pedido de Deus para sacrificar o filho Isaque?
  4. Qual a característica de Isaque que mais chama a sua atenção? Por que?
  5. Como é possível um dos Patriarcas apresentar traços de fraqueza e egoísmo?
  6. Olhando para a história de Isaque, que adjetivos você usaria para descrever Deus?
  7. É fácil descansar nas promessas de Deus? Explique.
Sugestão de atividade para o grupo (As atividades aqui propostas visam auxiliar o Líder de PG no preparo das reuniões. São apenas sugestões, que tem por objetivo ajudar os membros do grupo, de uma maneira mais lúdica, a refletir e a se dispor a mudanças de atitude e pensamento, com base no tema abordado no culto do domingo anterior, à luz da Palavra de Deus.)
 
 
Isaque

Objetivo:
Estimular os membros do grupo a continuar confiando em Deus e em Suas promessas.

Material necessário: Objetos da lista abaixo (escolher a forma mais adequada à você de representá-los).

Descrição da Atividade: Escolhida a forma de representar os objetos, use-os para contar a história de Isaque conforme a tabela abaixo, de forma interativa e descontraída. Prepare-se anteriormente lendo toda a história de Abraão e Isaque em Gêneses 17 a 27 e escolha alguns textos para ler com o grupo, pois aqui ela encontra-se bem resumida.

A lista de objetos abaixo pode ser usada de duas maneiras. Escolha uma.

1 – Escrever o nome do objeto ou colar uma foto ou desenho do mesmo em folhas A4 para (que podem ser penduradas em um varal improvisado no local da reunião ou coladas em uma porta ou parede);

 

2 – Usar os próprios objetos deixando-os à vista durante toda a reunião.

Lista de objetos
  • Sapatinho de bebê ou qualquer objeto que simbolize o nascimento de uma criança ou um desenho
  • Pratinho de festa ou qualquer objeto que simbolize uma festa
  • Um fósforo ou qualquer objeto que simbolize um altar
  • Água ou qualquer objeto que simbolize um poço
  • Aliança
  • 2 sapatinhos de bebê ou qualquer objeto que simbolize o nascimento de meninos gêmeos
  • Óculos escuros e um pouco de lentinhas

Objeto

Promessa – Pedido de oração

Cumprimento - Resposta

Sapatinho de bebê ou qualquer objeto que simbolize o nascimento de uma criança ou um desenho

Abraão e Sara esperaram 25 anos pela promessa de que Deus lhes daria um filho. Nasceu Isaque. Gn 17: 15,16

Nasceu Isaque.
Gn 21:1-3

Pratinho de festa ou qualquer objeto que simbolize uma festa

Quando Isaque foi desmamado, seus pais deram uma festa. Ismael, irmão por parte de pai com a serva Agar, caçoou de Isaque e ambos foram convidados a se retirar da casa de Abraão.
Gn 21:8-11

Deus diz para Abraão ouvir Sara, pois dela viriam seus descendentes.
Gn 21:12

Um fósforo ou qualquer objeto que simbolize um altar

Isaque já era jovem quando Deus pede a Abraão que erga um altar e ofereça ali seu filho como sacrifício. Quando Isaque pergunta sobre o cordeiro, seu pai com muita fé, diz que Deus proverá.
Gn 22:8

Deus viu a obediência de Abraão e poupou a vida de Isaque, providenciando um cordeiro preso em arbustos próximo a eles.
Gn 22:12-13

Água ou qualquer objeto que simbolize um poço

Sara, mãe de Isaque morre e Abraão manda seu servo Eliezer até a terra de seus parentes procurar uma esposa para Isaque. Afirma para o servo que o anjo do Senhor erá à frente para ajudá-lo. Eliezer ora e pede detalhes sobre a atitude da moça que deve ser escolhida, para que ele tenha certeza de que é ela.
Gn 24:7, 12-14

Antes que ele acabasse sua oração, tudo aconteceu como ele havia pedido a Deus.

Gn 24: 15-20

Aliança

 

Rebeca aceita o convite de Eliezer e conhece Isaque com quem se casa.

2 sapatinhos de bebê ou qualquer objeto que simbolize o nascimento de meninos gêmeos

Abraão morre. Isaque e rebeca tenatam engravidar por 20 anos e então Isaque pede insistenmente a Deus que lhe dê filhos, pois a promessa para ele é de que sua descendência seria numerosa como as estrelas do céu.
Gn 25:20- 23
Rebeca pergunta a Deus por que ela se sente assim, pois

23Respondeu-lhe o Senhor: Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas estranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o mais velho servirá ao mais moço.

Deus ouve as orações de Isaque e Rebeca engravida. Rebeca dá à luz gêmeos: Esaú e Jacó.

Gn 25:21b, 23 e 24

 

Deus explica a Rebeca que em seu ventre há 2 povos, 2 nações. Chegado o momento de dar à luz, gêmeos lhe nasceram: Esaú e Jacó.

Prato vazio

Quando a fome se abateu sobre a cidade onde Isaque estava, ele pensou em sair dali, mas Deus prometeu a ele que se obedessesse Desu seria com ele, lhe daria terras, multiplicaria sua descendência.
Gn 26: 3-5

Deus abençoou Isaque com colheitas, engradecimentos, enriqueceu e se tornou poderoso.
Gn 26:12-14

Óculos escuros e um pouco de lentinhas

Quando Isaque já estava velho e cego, Jacó troca um prato de lentilhas com seu irmão Esaú pela primogenitura. Isaque é enganado por seu próprio filho que lhe dá a bênção como primogênito. Morre com 180 anos. Gn 27

 

 
 
Isaque mostra que Deus cumpre as promessas que faz.

Quem é o Deus de Isaque?
Quem é o seu Deus?
Olhando para estes objetos...
  • Você tem esperado de Deus resposta para algum pedido (filhos, casamento, sacrificar algo de valor)?
  • Tem alguma experiência para compartilhar com o grupo sobre respostas de oração ou promessas de Deus para sua vida?
Sugestão de atividade para as crianças de seu PG.

Assistir alguns dos desenhos sobre a vida de Isaque nos seguintes endereços:
 
Isaque
 
 
Claudio Duarte / Milca Cruz


IBMorumbi