Home
Início HOME | ONDE ESTAMOS | MAPA DO SITE | AGENDA | FALE CONOSCO  
 

 
 
 
Missão
Pedidos de Oração
Leia e Medite
Seja um intercessor
Celebrações Devocionais
Pensando em Deus
Fale Conosco
  Intercessão - Leia e Medite

A oração sacerdotal de Jesus
Enviar por email... Imprimir ...
, Autor: Jorge Wilson
Quando Jesus ora por nós

 
 
1 Depois de assim falar, Jesus, levantando os olhos ao céu, disse: Pai,
é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o Filho te
glorifique; 2 assim como lhe deste autoridade sobre toda a carne, para
que dê a vida eterna a todos aqueles que lhe tens dado. 3 E a vida
eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a
Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.4 Eu te glorifiquei na terra,
completando a obra que me deste para fazer.
5 Agora, pois, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela
glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse. 6 Manifestei o
teu nome aos homens que do mundo me deste. Eram teus, e tu mos deste; e
guardaram a tua palavra.7 Agora sabem que tudo quanto me deste provém de
ti;8 porque eu lhes dei as palavras que tu me deste, e eles as
receberam, e verdadeiramente conheceram que saí de ti, e creram que tu
me enviaste. 9 Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me tens
dado, porque são teus; 10 todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles
sou glorificado. 11 Eu não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo,
e eu vou para ti. Pai santo, guarda-os no teu nome, o qual me deste,
para que eles sejam um, assim como nós.12 Enquanto eu estava com eles,
eu os guardava no teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles
se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura.
13 Mas agora vou para ti; e isto falo no mundo, para que eles tenham a
minha alegria completa em si mesmos.14 Eu lhes dei a tua palavra; e o
mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do
mundo.15 Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno.
16 Eles não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.17 Santifica-os
na verdade, a tua palavra é a verdade.18 Assim como tu me enviaste ao
mundo, também eu os enviarei ao mundo.19 E por eles eu me santifico,
para que também eles sejam santificados na verdade.20 E rogo não somente
por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em
mim;21 para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em
ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me
enviaste.22 E eu lhes dei a glória que a mim me deste, para que sejam
um, como nós somos um;23 eu neles, e tu em mim, para que eles sejam
perfeitos em unidade, a fim de que o mundo conheça que tu me enviaste, e
que os amaste a eles, assim como me amaste a mim.24 Pai, desejo que onde
eu estou, estejam comigo também aqueles que me tens dado, para verem a
minha glória, a qual me deste; pois que me amaste antes da fundação do
mundo. 25 Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheço;
conheceram que tu me enviaste;26 e eu lhes fiz conhecer o teu nome, e
lho farei conhecer ainda; para que haja neles aquele amor com que me
amaste, e também eu neles esteja. João cap. 17


Essa oração já foi chamada de Oração Sacerdotal - título adequado pois
nessa oração o sacerdote (Jesus) consagra-se ele mesmo como a vitima (o
cordeiro para o sacrifício).


Nos v.1-5 Jesus pede ao Pai que o glorifique .

Jesus busca a comunhão com o Pai em favor dos discípulos. Ele já sabe
que sua hora de sacrifício está chegando e oferece a si mesmo como
sacrifício perpétuo, uma intercessão perpétua em favor dos discípulos.


1 Depois de assim falar, Jesus, levantando os olhos ao céu, disse: Pai,
é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o Filho te
glorifique; 2 assim como lhe deste autoridade sobre toda a carne, para
que dê a vida eterna a todos aqueles que lhe tens dado.3 E a vida eterna
é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus
Cristo, aquele que tu enviaste. 4 Eu te glorifiquei na terra,
completando a obra que me deste para fazer.
5 Agora, pois, glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela
glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse.


V. 6-8 A revelação aos discípulos

Jesus conseguiu que os discípulos guardassem a palavra dele a ponto de
agora carregarem uma convicção, um amor secreto pelo Pai.

6 Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste. Eram teus, e
tu mos deste; e guardaram a tua palavra. 7 Agora sabem que tudo quanto
me deste provém de ti; 8 porque eu lhes dei as palavras ( os ensinamentos preservados nos
evangelhos) que tu me deste, e eles as receberam, e verdadeiramente
conheceram que saí de ti, e creram que tu me enviaste.


V. 9-18 a oração pelos discípulos

Jesus entrega seus discípulos ao poder do Pai. Até aqui esteve por perto
para protegê-los mas agora os estava entregando ao Pai pois estariam no
mundo hostil.No entanto, apesar da hostilidade do mundo, Jesus não quer
que os discípulos sejam retirados desse mundo. Serão enviados ao como
mensageiros de seu Mestre.


9 Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me tens
dado, porque são teus;10 todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles
sou glorificado.11 Eu não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo, e eu vou para
ti. Pai santo, guarda-os no teu nome, o qual me deste, para que eles
sejam um, assim como nós.12 Enquanto eu estava com eles, eu os guardava
no teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles se perdeu,
senão o filho da perdição (Judas) , para que se cumprisse a Escritura.13
Mas agora vou para ti; e isto falo no mundo, para que eles tenham a
minha alegria completa em si mesmos.14 Eu lhes dei a tua palavra; e o
mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do
mundo.15 Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do
Maligno.16 Eles não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.17
Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.18 Assim como tu me
enviaste ao mundo, também eu os enviarei ao mundo.


V. 20-24 oração pela igreja futura.

Como resultado da ação dos discípulos na pregação do Evangelho (palavra
que significa Boas Notícias) Jesus sabe que outros e mais outros crerão
nesse Evangelho. E Jesus ora para que estes sejam unidos numa unidade de
amor.

20 E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua
palavra hão de crer em mim; 21 para que todos sejam um; assim como tu, ó
Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o
mundo creia que tu me enviaste.22 E eu lhes dei a glória que a mim me
deste, para que sejam um, como nós somos um; 23 eu neles, e tu em mim,
para que eles sejam perfeitos em unidade, a fim de que o mundo conheça
que tu me enviaste, e que os amaste a eles, assim como me amaste a
mim.24 Pai, desejo que onde eu estou, estejam comigo também aqueles que
me tens dado, para verem a minha glória, a qual me deste; pois que me
amaste antes da fundação do mundo.

Conclusão v.25-26

Jesus diz que deixará sua mensagem em confiança a um pequeno grupo - seu
pequeno grupo - Como ensina F F Bruce em seu comentário de João (Ed.
Mundo Cristão):

No restante, sua oração é que o amor do Pai, que ele desfruta de modo
perfeito, possa permanecer dentro e entre eles, como acontece com ele.
Ele não é a personificação do amor de Deus? "estou convosco" é realmente
bom (Mt 28:20) ; "Estou em vós" é melhor ainda.*

25 Pai justo, o mundo não te conheceu, mas eu te conheço; conheceram que
tu me enviaste;26 e eu lhes fiz conhecer o teu nome, e lho farei conhecer ainda; para
que haja neles aquele amor com que me amaste, e também eu neles esteja.


Leia novamente essa oração de João 17 e escute Jesus orar e falar de você.


 
Jorge Wilson
 




Artigos Relacionados
Não há nenhuma meditação relacionada.


COMENTÁRIOS
osmar, enviou domingo, 4 de setembro de 2011
adorei


Deixe seu comentário sobre esta meditação
Nome:
Email:
Tamanho:
Digite aqui o código exibido na imagem
(Cookies devem estar ativos)




 
 
Pessoas No momento existem 68 visitantes no site.

Resolução mínima de 1024x768 © Copyright 2002- 2014 - Igreja Batista do Morumbi

Igreja Batista do Morumbi
Rua Carvalho de Freitas, 1.076 ( ver mapa )
05728-030 - Morumbi - São Paulo - SP - Brasil
Tel: (11) 3538-0250